Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma mulher com sorte.

"Não subestimes as capacidades de um Destino irónico..."

Uma mulher com sorte.

"Não subestimes as capacidades de um Destino irónico..."

Hoje é o dia, faz favor de ser feliz#18

por Inês, em 30.07.15

tumblr_kua4gmxT4s1qzwaddo1_500.jpg

 Valoriza enquanto é tempo, pois se há coisa que não está nas tuas mãos é o tempo que tens para dar valor.

O fim é inevitável, e os que pensam o contrário já findaram há muito.

Tudo quanto existe agora pode desaparecer no instante seguinte. E o instante seguinte é agora.

Valoriza enquanto é tempo, o fim não importa nada quando tudo o resto fez sentido.

Feliz dia vó !

por Inês, em 26.07.15

tumblr_l1wp9zuz7f1qaq98r.jpg

 Sonhar sem limite, lutar pelo improvável e acreditar.

Dar incondicionalmente e abraçar a vida acima de tudo. 

Tudo. Os problemas, os obstáculos, as adversidades.

Porque nunca ninguém viveu sem contratempos, e os que viveram não são ninguém.

Foi o que aprendi com a melhor avó do mundo, e mais melhores avós do mundo houvessem que conseguissem ensinar tanto quanto esta me ensinou.

Obrigada, vó.

Vai onde te leva o coração # 15

por Inês, em 20.07.15

28534532635993217930C5NGfyc.jpg

 

Não insistas acreditar no que já não existe, não faz sentido.

Até o que ainda existe por vezes é inexplicável. Mas existe, por isso deve continuar, ainda que incoerente.

E há incoerências que valem tanto a pena!

Tudo tem um fim, uma duração, e nada dura para sempre. Comigo não. E que piada teria se durasse?

Eu sei lá se a eternidade faz parte da vida, sei o que é a eternidade, sei que faz parte de nós.

Eu e tu, até que a morte nos separe.

O eterno não tem de ser bom. Pensavas que o eterno tinha de ser bom?

Sim, o amor para sempre é bonito. Quando há amor.

Dizem por aí que há amores para sempre, eu sei lá. Também se diz que é a morte a acabar com um corpo, e eu vejo tanto corpo morto antes da morte chegar.

Dizem tudo, e eu acredito. E insisto em acreditar no que já não existe também.

Vai onde te leva o coração # 14

por Inês, em 17.07.15

tumblr_lo1eg71n8q1qj9n3v.jpg

 

Tantas são as vezes em que queres dizer, fazer ou sentir o que não dizes, o que não fazes e o que não sentes.

Para ficar bem, não magoar. Para que não te magoem também.

E escolhes mentir, pior, escolhes que te mintam.

Porque a verdade, se não é a que desejas, dói. Porque a verdade, se não é a que o outro deseja, dói.

Não, não se passa nada. Eu e tu, até que a morte nos separe. Vai ficar tudo bem, prometo. És especial, sabias?

E sabes tão bem, o que te preocupa, que a vida afasta dois corpos antes da morte chegar, que nem sempre fica tudo bem( ainda que prometas), e que és apenas mais um, igual a outros tantos, que acredita nisso. Nisso, uma realidade inexistente.  Que fere, incomoda, quando compreendes que vives numa mentira, que crias e deixas alguém criar para que te sintas bem.

Não é assim?

Hoje é o dia, faz favor de ser feliz#17

por Inês, em 10.07.15

tumblr_lupbsjgymj1qkcyq9o1_500_large.jpg

Nada dura para sempre, pelo menos eu quero acreditar nisso.

O sempre, sempre acaba e o valor da vida está aí mesmo.

Amanhã é outro dia, e depois seguirá outro. E outro. 

E tu não sabes se ainda cá vais estar, sabias?

Fazes o que te apetece, e às vezes o que não te apetece também. Porque é importante fazê-lo, e o que queres realmente fica para mais tarde. Agora é que não.

E se as pessoas fossem eternas, os sentimentos infindáveis e as palavras inesquecíveis?

E por vezes são, se assim o quiseres.

Por isso agarra o que faz feliz, sem esquecer o que queres verdadeiramente. E não esqueces.

 

 

 

 

 

Vai onde te leva o coração # 13

por Inês, em 06.07.15

tumblr_lx2tfvqMCW1qbaxgio1_500.jpg

 

De que vale tentares fugir?  Não te adianta evitar isto ou aquilo pelo receio do que pode acontecer a seguir.

Há um preço a pagar para os que arriscam, há um preço a pagar para tudo, e para os que não arriscam o custo é ainda maior.

Porque mesmo quando ficas parado, no teu canto, para que nada mude e te mantenhas seguro, a vida encarregar-se-á de te fazer mexer e acabar com essa estabilidade.

Porque a vida para ser vivida não pode ser certa, disso tenho eu a certeza.

Viver envolve medo, risco, indefinição, dúvida, confusão.  E ainda bem.

Ainda mal para os que não acreditam nisto, os que aceitam o que têm e o que são pelo pavor que sentem à incerteza do que é ter ou ser outra coisa qualquer. Mesmo que gostassem de a ter, mesmo que gostassem de a ser. “ É a vida”, dizem depois.

Não, não é.

E depois vem a vida, com as dificuldades, os problemas, os contratempos. Isto é a vida.

Ah, pois é.

E vives, se quiseres. E querer é estar disposto a agir, realizar, tentar, perder, ganhar, cair, levantar.

E não só.

Vai onde te leva o coração # 12

por Inês, em 02.07.15

tumblr_lvynnoO5hN1qhp8oao1_500.jpg

 Para cada momento há um tempo certo, e existem tantos momentos para três tempos apenas. 

Passado, presente, futuro.

E o que significa ontem se tu estás agora a considerar o que poderias fazer amanhã?

Ás vezes queres esquecer aquela palavra, a tal pessoa, um ou outro lugar, uma fase, e até uma experiência.

Desejas apagar de vez todas as vivências menos boas, ou talvez as melhores que alguma vez tiveste. E por isso anseias que desapareçam, porque sabes que não voltam mais.

Não voltam, mesmo que esgotes as tuas forças para ir contra isso. Quanto muito terás algo semelhante, e semelhante não é igual.

Quantas vezes quiseste pensar diferente, fazer diferente, ser diferente? Tentar outras palavras, abraçar outro corpo, lutar por novos sonhos talvez.

E o que viveste antes não deixa de ter sentido.

Porque o ontem é sempre o que vês quando constróis hoje o que vais idealizar no dia seguinte.

E o que viveste antes não deixa de ter sentido.  

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos